terça-feira, 18 de outubro de 2011

capitulo 20

Meu deus que homem é esse! Que sonho! Ele sabe satisfazer alguém na cama né ou no carro ou em qualquer lugar né porque só Jesus! Mano que pressão maravilhosa aaaah!

Roberta: Isso..isso...vai..profes...sor....mostra...oque...se.faz...com...uma...aluna...maaaaá! ~Ele deu mais uma estocada forte, começou com um movimento rápido e forte, estava no inferno, ele estava apertando meu seio parecendo que queria amassa-los~ Isso...diego...me...faz...gozar...aaah!
Diego: Gata...o seu prazer ~se se curvou e falou no meu ouvido bem baixinho~ é o meu prazer~ se apoiou em algo que eu não vi o que era e começou a fazer movimentos rápidos, muito rápidos entrava e saia de mim numa velocidade frenética, gemia feito louca e ele ajudava dando gemidos roucos no meu ouvido, mordi o ombro dele com força, querendo tirar o pedaço ia ficar uma marca ali com certeza, e nesse momento eu gozei~
Roberta: agora é sua vez ~sai de cima do pau delicioso dele se me abaixei, tirei a camisinha dele e comecei a chupar feito um pirulito e realmente tinha um gosto ótimo, ele me olhava trabalhar e gemia, aumentei o ritimo e ele acabou gozando na minha boca eu bebi tudo tinha um gosto realmente bom aiaia ele é todo bom~ Satisfeito ? ~deitei em cima dele~

capitulo 19

~ Minha nossa! Eu não sei o que fazer me ensina professor? ~ai papai vou ensinar ela a fazer o que? Bater punheta ou boquete senhor os dois~
Diego: é fácil, da sua mão aqui~coloquei a mão dela no meu membro, eu estava dirigindo, coloquei a minha mão por cima da dela~ e faz isso ~fiz movimentos de cima pra baixo rápidos ~ aaah...sabe continuar sozinha ?
Roberta: Sei sim! Mas eu prefiro com a boca muito mais gostoso! Posso te sentir de verdade ~olhei pra ela e quase chorei de emoção, e ela caiu de boca em mim, soltei um gemido quando ela consegui colocar ele toda na boca, estava dirigindo a 180 km/h pra chegar logo a onde eu queria , pra poder possuir ela de uma vez~
Diego: aaah.delicia...~coloquei uma mão nos cabelos dela e forcei a chupar com mais força, cheguei onde queria e parei o carro~ AGORA VOCÊ VAI SER MINHA MULHER!
Puxei ela pro banco de trás do carro, travei as portas e comecei tirei a roupa dela com pressa, rasguei a calcinha dela e tirei o sutiã. Chupei os seios dela com desejo enquanto ela acariciava meu cabelo, abaixei minhas calças para facilitar a penetração nela. Só de pensar em possuir ela desse jeito eu já fico louco. Coloquei a camisinha e meti com muita força, o que fez ela bater a cabeça na porta, fiz movimentos rápidos dando varias estocadas, ela gemia.

capitulo 18

Diego: Garçom a conta! ~Fiz sinal com a mão pro garçom vir rápido porque se ela continuasse eu ia traçar ela ali mesmo na mesa! Cínica ainda pergunta se eu estou passando mal! Não não querida só to com uma vontade louca de te traçar todinha!~ Melhor você parar porque se não vai dar bosta! ~Suspirei quando ela tentou abrir minha calça~
Roberta: Que tipo de bosta? Ta ruim assim? ~Enfiou a mão dentro da minha calça e apertou meu pau por cima da cueca~ Se eu soubesse que ele era grande assim eu já tinha dado pra você!
Diego: Porque se não eu vou te traçar aqui em cima da mesa mesmo ~Ela continuou, o garçom veio eu paguei a conta ~ vai ter que ir na minha frente! Pra esconder o estrago ~apontei pro meu dieguito, ela se levantou e eu a abracei por trás pra tentar disfarçar! ~ Sente ele na sua bunda? Daqui a pouco ele vai estar dentro de você!
Roberta: Nossa, assim você me mata filho! Vamos rápido vai vai! Anda logo! ~saimos praticamente correndo de lá, entramos no carro e eu comecei a dirigir pra uma estrada vazia, ela estava no banco do carona ela abaixou e abriu minha calça e tirou meu dieguito pra fora da cueca~ Minha nossa! Eu não sei o que fazer me ensina professor? ~ai papai vou ensinar ela a fazer o que? Bater punheta ou boquete senhor os dois~

capitulo 17

Pela amor da mãe do guarda ! Como essa menina está linda perfeita! Não sei porque não conheci ela antes? Kkkkk mas hoje rola algo! Sabe eu não gosto de marcar um encontro pensando que eu vou transar com a pessoa! Mas tipo tem que rolar se rolar rolou e se não rolar e obrigo! AQUELES CARAS! Mentira se não rolar outras oportunidades terei. Levei ela pra comer, no Habbis. E lá estávamos sentados comendo um ao lado do outro.

Roberta: Diego, me diz uma coisa porque você fez Biologia ? ~Senti a mão dela ficar por cima do meu Dieguito~
Diego: Po.po.porque, deus quis assim né ! ~Ela estava alisando ele com força, eu estava ficando vermelho já ~
Roberta: Que foi professor? Ta passando mal? ~ela riu e continuou com os movimentos por cima da calça afinal estávamos em restaurante ~
Diego: Garçom a conta! ~Fiz sinal com a mão pro garçom vir rápido porque se ela continuasse eu ia traçar ela ali mesmo na mesa! Cínica ainda pergunta se eu estou passando mal! Não não querida só to com uma vontade louca de te traçar todinha!~ Melhor você parar porque se não vai dar bosta! ~Suspirei quando ela tentou abrir minha calça~

capitulo 16

Tomei um banho de gato me perfumei bastante, coloquei essa roupa http://www.bymk.com.br/looks/1819174/fic-teacher-love , Estava tão anciosa pra ver ele parecendo uma adolescente saindo com o namoradinho escondido. Mas foda-se! Quero dar tudo pra ele nem vou me preocupar com Eduardo, Mas que ele não descubra ! Se não eu apanho literalmente. Não contei pra vocês ainda né! Uma vez o Eduardo bateu em mim porque eu tava conversando abraçada com um amigo meu! Mas eu nem terminei nem denunciei nada porque realmente acho que o amo. Nem sei porque o traio então ! shaushausahs. Ouvi o interfone tocar e meu coração disparou, fui correndo atender, o Tio Mario ( o porteiro) logo falou que tinha um moreno me esperando e eu desci. Cheguei na entrada do prédio e vi ele parado na porta do carro dele, perfeitamente lindo omg! Calça justa, blusa verde e de all star! Morri, mas não deixei ele perceber.

Diego: Nossa, ta linda! Mas eu disse algo fácil de tirar não shorts! ~ele riu e me deu um beijo no cantinho da boca~
Roberta: CALA ESSA BOCA JUMENTO TA NA FRENTE DO MEU PREDIO! AGORA VAMOS CRIANÇA! ~Entrei no carro e fomos para algum lugar

capitulo 15

Diego: Por nada, não quer me ver mesmo fora daqui? ~ele é tão fofo comigo falando isso e fazendo carinho no meu cabelo~
Roberta: Acho que não ~Puxei ele pra mais pertinho de mim~
Diego: CALADA E ME DA UM BEIJO ~Nem respondi e agarrei ele parecia que ele ia arrancar minha boca, que medo e eu fazia o mesmo com ele queria arrancar a boca linda dele, mordi o lábio dele e senti o gosto de sangue~ Huuun, to vendo que você é selvagem adoro garotas selvagens! Fica dica! ~Deu um tapa na minha bunda e saiu. Esperei um tempo e sai, fui pra minha casa. Quando cheguei lá o Eduardo não estava. Uhuuuuuuul. Nem esperei um tempo já liguei de cara~

Ligação ON

Diego: Alô? ~que voz sedutora~
Roberta: Ér Diego, ta bem? ~Tava com vergonha~
Diego: Oi gata ta bem?To ótimo melhor agora que você ligou! ~Fez voz sexy~
Roberta: Sua noivinha Puta não ta em casa? ~Enfiei minha vergonha no rabo~
Diego: Não e pelo visto o corno do seu namoradinho também não ta! Eai vai querer me ver ou nem? ~Ele já sabia a resposta~
Roberta: Vem logo, mais vem correndo que eu já to com fome! Mas nem é de comida! ~Falei com a voz mais sexy que tinha~
Diego: O endereço da sua casa pelo amor de deus! ~Ele disse com pressa~
Roberta: Rua do Limoeiro. Prédio, Star. Apartamento 560. Rápido! Vou me arrumar ~Desliguei na cara dele e corri pro banheiro~

capitulo 14

pov roberta


Ai que merda mano eu não consegui me controlar, mas que coisa não quando eu vi a VADIA ,PROSTITUTA, DA VICTORIA DANDO EM CIMA DO DIEGUINHO MEU NENEM. MANO EU NEM FIQUEI COM ELE E TO ASSIM JÁ? QUE ISSO DJOW PARA COM ISSO, PEGUE E NÃO SE APEGUE ESSE É MEU LEMA. EU SEI AS VEZES PAREÇO UM HOMEM NO JEITO DE FALAR DE MULHER. MAS EU JÁ SOFRI MUITO NA MÃO DE HOMENS ENTÃO AGORA PRA MIM É O PEGUE E NÃO SE APEGUE MESMO. HOMEM PRA MIM SÓ O EDUARDO ♥. Eu espero que seja só ele mesmo, tava contando os minutos para acabar a aula e rezando pro Edu não estar em casa e nem a noivinha dele afee.

Diego: Isso tudo é ciúmes do seu professor? ~Ele chegou pertinho de mim, estremeci~
Roberta: Olha aqui o Diego se enxerga ta? ~tentei disfarçar mais era nítido eu estava com cara de tarada pra ele afee, BATEU O SINAL GRAÇAS A DEUS VOU PRA CASA ME ARRUMAR PRA DAR PRA ELE~
Diego: Você vai me ligar? ~Ele me segurou dentro da sala de aula, me prensou na parede~
Roberta: Não sei ainda! ~Estava louca já, negando um delicia desses ai senhor charme vou fazer charme~